Reencontros – jul/14 – Emerson Zagonel/ Voltica

Reencontros – jul/14 – Emerson Zagonel/ Voltica

Irmandades estão se alinhando em projetos, onde as forças interagem trazendo os grandes centros aos pequenos núcleos terrestres. A princípio as grandes forças estelares parecem distantes do coração e da atuação concreta em seus caminhos. A vitória transcende o tempo e o espaço de seus sistemas. A grande luz pulsante de suas almas manifestadas ecoa em múltiplas paragens onde ressonamos como irmãos, lado a lado nos propósitos de alma e espirito.

Nos encontramos unos em realidades paralelas e quando seus corações expandem em alegria pela vida e expandem o ressoar do amor universal comungamos da mesma fonte. Estamos todos imersos no nagual cósmico de grande beleza e êxtase constante do jubilo perene dos que tem paz em consciência de ser e de ação, por isto ressonamos toda vez que se inter-relacionam com a natureza e com a pureza dos elementos pulsantes universais e elementais que são muitas vezes os mesmos que respiramos nas dimensões acima do seu sistema. O encontro deste estado de reconhecer nos une em ação focada de respeitar a fonte divina manifestada da mesma essência em todas as linhas de vida, as vezes mudando a forma mas muitas vezes com a essência elemental semelhante em pulsação, formada em linhas de luz e potencial criador para a forma usar nos seus níveis dimensionais.

Relembro suas vibrações originais quando comungamos o estado de luz ao ver o nascer de uma flor, de um pássaro cantando, de um vento fresco, de um aroma trazido do nada, da vida pulsando lindamente ao redor e ao estarmos em reconhecimento desta essência universal que nos envolve em formas variadas. Quando da luz emanada e da luz sentida ressonamos nos encontramos, no reconhecer o Pai, a Luz, a Vida, o Amor nas pequenas e grandes coisas em qualquer local que vivemos.

Apesar das dualidades maiores ou menores dos encontros tiramos aprendizados, as vezes pequenos momentos, as vezes estados instalados, mas nos encontramos nos fragmentos que suas vidas permitem. Lutar contra o inevitável, que vocês são a essência divina na forma os faz demorar mais para ressonar conosco e se abrir para os ditames mais amplos da totalidade interior de suas almas e espíritos grandiosos encontrar nos pequenos encontros.

Praticar e se entregar nos aproxima e nos seduz a sermos cumplices da fusão de mundos e formas para criar novas vidas e iluminar muitas outras, por isto nos unimos em missão e trazemos nossa luz a somar nas suas missões no caminho de retorno a Pátria.

O encontro de si com Si precisa de apoio; onde nos movemos, trazendo o alento para que suas crianças de luz internas despertem para um novo degrau, um despertar e se entregar além dos medos que a forma traz. Somos amparadores, os que os pegam no colo e pela mão mostramos o caminho. O trilhar é escolhido pela alma, o acompanhar e apoiar é nossa parte, com amor nos despedimos dos contatos mas presentes e imanentes estamos no Caminho. Precisando de luz, de amparo saibam que no Caminho, uma das formas de nos unirmos é na essência do simples, no amar a vida, na singularidade da manifestação e do ser que cada um é, para que na essência do reconhecer a totalidade na forma essencial nos unamos na totalidade do pulsar divino em unidade de pulsação universal.

Emerson

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.